IFV

Para calcular o Índice de Future Vision, a equação do futuro. Siga os passos abaixo:

Área de Atuação

Mega Tendências

  • As pirâmides demográficas estão se alterando e novos mercados de pessoas 50+, 60+, 70+ estão criando procura, contribuindo decisivamente para crescimentos empresariais e econômicos. O envelhecimento da população no mundo de hoje não tem paralelo na história. O aumento percentual no número de pessoas idosas, com 60 anos ou mais, é acompanhado pela queda no número de jovens com menos de 15 anos. Até 2050, o número de idosos no planeta excederá o de jovens, pela primeira vez na história da humanidade. Em 1950, as pessoas idosas representavam 8% da população; em 2000, representavam 10% e, segundo as projeções, até 2050, deverão corresponder a 21%. Prevê-se que, até 2050, a idade mediana aumente para 36 anos. Envelhecer é uma das maiores conquistas da humanidade no século XX. Começamos o século XX com 2 bi de pessoas no mundo, tendo atingido 7 bi em 2011, prevendo-se chegar a 16 bi em 2100. O envelhecimento torna necessário um maior planejamento e investimento para lidar com um número cada vez maior de idosos.

    A explosão demográfica tem elevado impacto nas cidades. A vida nas cidades é stressante, exigente e cada vez mais desequilibrada no que toca à vida pessoal e profissional, com falta de alimentação saudável, falta de exercício físico ou mental, prejudicando a qualidade de vida de indivíduos e famílias. Lidar com a vida moderna tem sido difícil para a maioria das pessoas, desencadeando novas doenças como obesidade, depressão, alergias, impaciência, dependência digital, perda de capacidade de concentração, isolamento social, etc. No entanto, a vida nas cidades tem tendência a aumentar nos próximos anos, o que vai abrir oportunidades inesgotáveis em várias áreas, mas, ao mesmo tempo, também irá lançar grandes desafios aos citadinos no que se refere aos temas de mobilidade, segurança, saúde, educação, poluição, habitação, espaços verdes, etc.

    Intra-geracionalidade é um conceito relacionado com a mobilidade cada vez maior entre gerações: gerações mais velhas adotando práticas e comportamentos que seriam de gerações mais novas; gerações mais novas ensinando as mais velhas e possuindo mais informação e conhecimento que estas, tudo numa mistura de comportamentos que destrói os conhecidos conceitos de definição de gerações pelo intervalo de data de nascimento. Entendemos hoje apenas duas classificações atuais para as gerações: Nativos Digitais (nascidos no pós 90), pois “falam com fluência e sem sotaque a linguagem digital”, e Imigrantes Digitais (nascidos antes de 90) que vieram para este território (tempo presente) com heranças (do passado). Influenciados pela conectividade, as gerações abandonam verdades absolutas e convicções para adotarem novas formas de pensar e atuar, desafiando o status quo e colocando em causa valores e pilares da própria sociedade.

    Nota:
    Relevância:
  • A globalização caracteriza-se por expor pessoas, produtos e ideias de forma global, o que provoca um maior impacto ao nível da procura de produtos, de serviços e ainda da expansão do mercado das oportunidades, sugerindo uma forte e acelerada mobilidade e ligação, sobretudo devido à emergência e progresso das novas tecnologias e democratização da conectividade global. O mundo está cada vez mais ligado entre si, com a internet, os fluxos de informação, as redes sociais, a internacionalização de empresas, entre outros fatores, a fazerem justiça ao termo "Globalização".

    Nota:
    Relevância:
  • O ecossistema ambiental tem vivido transformações radicais nos últimos anos (aumento de temperatura média, alterações climáticas, etc.) influenciando decisivamente o mundo em que vivemos. Economia verde, práticas sustentáveis e energias renováveis e alternativas, assumem importância decisiva na agenda de países e empresas, obrigando a novas práticas de atuação. Estas transformações poderão danificar gravemente o planeta, possibilitando fenômenos naturais catastróficos, de que é exemplo a escassez do recurso básico, a água. O aumento da temperatura e do nível das águas é já uma ameaça para várias zonas do mundo, denotando profundas implicações na estabilidade mundial. A destruição ambiental irá refletir-se na emergência de conflitos mundiais e no aumento do nível de migração.

    O elevado custo do petróleo é um fator chave para a redução do trânsito e emissão tóxica, que poderá estimular inovações baseadas na adversidade e na crise mundial. Quase 70% das reservas globais estão nas nações mais desenvolvidas como a China, a Arábia e a Rússia. Os recursos são cada vez mais raros e a dependência dos países cada vez maior. Neste cenário de transformações climáticas, a sustentabilidade é palavra de ordem em todas as áreas de negócio.

    Nota:
    Relevância:
  • Com a crise econômica na Europa e nos EUA e o crescimento sustentado de países como China, Índia, Indonésia, Tailândia, entre outros, a concentração dos centros de decisão e operação, devida aos custos mais baixos de mão-de-obra e matéria-prima e aos maiores índices de produtividade, acontece do “outro lado” do globo. Isso altera os centros de poder globais, atuando sobre a performance do mundo, dos negócios, das empresas e da própria sociedade. E a força da mudança está centrada na China e na Índia.

    A China é a nação com o maior crescimento econômico dos últimos 25 anos, com a média do crescimento do PIB em 10% por ano. A Índia ocupa o 10ª lugar na lista de maiores economias do mundo.

    A Índia conta com a maior força de trabalho do mundo, com mais de 513,6 milhões de pessoas e possui ainda uma elevada capacidade intelectual (p.e. 20% dos Phd,s do Mundo são Indianos) produzindo conhecimento de elevada relevância nas área da investigação principalmente tecnológica.

    Nota:
    Relevância:
  • A genômica é um desenvolvimento recente da genética que estuda os padrões genéticos de larga escala que possam existir no genoma (e em todo o DNA) de uma espécie em particular. Este ramo da genética depende da existência de genomas completamente sequenciados e de ferramentas computacionais desenvolvidas pela bioinformática que permitam a análise de grandes quantidades de dados.

    Nota:
    Relevância:
  • Ramo tecnológico que engloba computadores, robôs e computação, que trata de sistemas compostos por partes mecânicas automáticas e controladas por circuitos integrados, tornando sistemas mecânicos motorizados, controlados manualmente ou automaticamente. As máquinas, pode dizer-se que são vivas, sendo habitualmente designadas de robôs. Em breve, tudo poderá ser controlado por robôs. Esta tecnologia, hoje adaptada por muitas fábricas e indústrias, tem gerido com êxito as questões levantadas a respeito da redução de custos, do aumento de produtividade e dos vários problemas trabalhistas com funcionários.

    Nota:
    Relevância:
  • Sistema global de redes de computadores interligadas que utilizam um conjunto próprio de protocolos (Internet Protocol Suite ou TCP/IP) com o propósito de servir progressivamente utilizadores no mundo inteiro. É uma rede de várias outras redes, que compreende milhões de empresas privadas, públicas, acadêmicas e de governo, com alcance local e global e que está ligada por uma ampla variedade de tecnologias de rede electrónica, sem fio e ópticas.

    Nota:
    Relevância:
  • Estudo de manipulação da matéria numa escala atômica e molecular.

    Geralmente, lida com estruturas com medidas entre 1 a 100 nanómetros em ao menos uma dimensão, inclui o desenvolvimento de materiais ou componentes e está associada a diversas áreas (como a medicina, eletrônica, ciência da computação, física, química, biologia e engenharia dos materiais) de pesquisa e produção na escala nano (escala atômica).

    O princípio básico da nanotecnologia é a construção de estruturas e novos materiais a partir dos átomos.

    Nota:
    Relevância:

Tendências Comportamentais

  • Representa o movimento crescente de transferir e dar poder aos consumidores permitindo que estes tomem as suas decisões, nos mais variados âmbitos: pessoal, profissional, politico, ... Inclui e considera o DiY (do it yoursef, ou o faça você mesmo) como parte do comportamento que demonstra uma mudança na forma de relacionamento com marcas e empresas onde quem decide o que compra, seleciona, recomenda e endossa é o consumidor.

    Nota:
    Relevância:
  • A conectividade assumiu o poder, conectando pessoas e empresas de forma permanente, potenciando as relações, a troca de informação e o diálogo 24/7 facilitada a partir da convergência tecnológica e do surgimento constante de novas soluções nas áreas de vestíveis, implantáveis, realidade aumentada, impressão 3D, internet das coisas e inteligência artificial.

    Nota:
    Relevância:
  • A busca pela igualdade de gêneros está mais em discussão do que nunca reduzindo-se cada vez mais a diferença de sexos em todas as áreas pessoais e profissionais.

    Nota:
    Relevância:
  • Crescem nos mercados profissionais aquelas pessoas que não há o ir ao escritório, tão pouco o cumprimento do expediente normal. Usando mochilas e pastas griffes e modernas, com um ar mais informal, abandonando gravatas e ternos, adotando roupas leves e confortáveis e impulsionados pelos seus laptops, smartphones, aplicativos de comunicação, redes sociais, leitores de música conectados na cloud e suportados pelas redes de conexão eles trabalham quando e onde querem e precisam. Um estilo de trabalho e de vida fundamentalmente urbano, que traz consigo novos e diferentes padrões de mobilidade e de hábitos de alimentação.

    Nota:
    Relevância:
  • EcoSustainability é a consciência de que ser "eco" não é suficiente para preservar o planeta. Sustentabilidade vai além da ideia de conservação da natureza e preocupa-se especialmente com a humanidade e a sua relação com o meio ambiente. É necessário que tudo o que produzimos seja sustentável, para termos uma vida mais equilibrada entre o que consumimos e o que a natureza fornece.

    Nota:
    Relevância:
  • A evolução do Design caminhou para uma simbiose entre forma e funcionalidade, associando-se a valores presentes na Sociedade como a sustentabilidade, a personalização, a tecnologia, a automatização, e até mesmo a inclusão. A sociedade quer objetos cada vez mais simples e funcionais, bem como duráveis (consciência de que os recursos são finitos). No Design, a tecnologia é usada de forma permanente para uma maior personalização e interatividade, e baseia-se na premissa de que o preço já não é mais aquilo que se paga por algo, mas sim o que se recebe por algo (caso contrário, torna-se apenas um custo).

    Nota:
    Relevância:
  • Mais de metade da população mundial vive em grandes cidades, e ao contrário do que aconteceu em anos passados, a maioria das pessoas nasceu nas cidades. Quem não nasceu vive as cidades com tanta intensidade como uma terra-natal. Gostam de torná-la na SUA cidade, cuidar dela e tratá-la como se fosse a SUA casa.

    Nota:
    Relevância:
  • Este movimento vai muito além da questão de relaxamento, traduzindo-se numa necessidade mais básica para viver em equilíbrio. A vida é cada vez mais estressante e emocionalmente exigente; os níveis de stress no trabalho nunca foram tão altos e a busca por soluções de relaxamento e melhoria da qualidade de vida nunca foram tão importantes na vida das pessoas.

    Nota:
    Relevância:
  • Os produtos por si só já não têm o valor de outros tempos. As marcas agregam valor, no entanto, é necessário ainda mais. O consumidor procura algo mais do que um simples produto. Todo o processo de compra deve ser acompanhado por algo único – uma experiência – capaz de estimular os sentidos. A experiência na compra e na utilização de produtos e de serviços deve ser memorável e transformar todo o processo de compra e de consumo em algo inesquecível.

    Nota:
    Relevância:
  • Expressão genérica, que abrange vários significados, sendo frequentemente usada para descrever atividades humanas voltadas à produção de valores de uso comum e que são baseadas em novas formas de organização do trabalho (mais horizontais que verticais), na mutualização dos bens, espaços e instrumentos (com ênfase no uso e não na posse), na organização dos cidadãos em redes ou comunidades, e que geralmente são intermediadas por plataformas Internet.

    Nota:
    Relevância:

Shifts Tecnológicos

  • Em 2025:

    Espera-se que esta tecnologia esteja massificada à medida que nos tornamos pessoas cada vez mais conectadas. Dos já comuns marca passo, aos chips de monitoramento de sinais vitais, geolocalização e conexão, as tecnologias implantáveis serão tão comuns como o uso de smartphone hoje.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Prevê-se uma massificação geral da presença digital em diversas plataformas: redes sociais, apps de conversação, etc.

    A vida digital está definitivamente ligada à vida física e offline. No futuro presença digital será tão comum como a forma como nos apresentamos ao mundo através da forma como nos vestimos, falamos ou nos relacionamos e posicionamos face aos temas diários.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Google Glass foi o primeiro movimento de algo que se tornará massificado com óculos e lentes de contato a complementarem e muitas vezes a substituírem os smart phones e tablets. Com acesso e conexão permanente através da visão a produção e partilha de informação aumenta exponencialmente. Com tecnologias de eye tracking as experiências imersivas e a geolocalização ganham outro poder.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    A tecnologia é cada vez mais personalizada e ajustada às necessidades de cada um. Hoje encontramos a tecnologia no bolso (smart phones) e no pulso (smart watches). Em breve estará massificada em tudo o que vestimos e utilizamos (roupa e acessórios).

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    A computação (acesso ou posse de device com conexão) torna-se cada dia mais fácil e barata com aumento permanente de capacidade de processamento e conexão. 43% da população mundial já está conectada à internet. 1,2 bi de smart phones vendidos em 2014. Em 2015 os tablets passaram a venda de computadores pessoais. O acesso à internet já é assumido como direito universal como acesso a água ou energia. Qualquer pessoa poderá conectar-se e interagir de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, com todos.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Os devices atuais possuem mais capacidade de processamento de informação que todos os supercomputadores criados no inicio da computação.

    A venda de smart phones (criado em 2007) aumenta de ano para ano com queda permanente de preço de entrada aumenta a capacidade de cada um enquanto agente de mudança.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    As capacidades de armazenamento têm aumentado exponencialmente nos últimos anos com o aumento da oferta de soluções com redução de custo por byte de dados. Com a produção de informação crescente (nos último 2 anos gerou-se 90% da informação disponível atualmente) aumenta a necessidade de armazenamento de dados.

    Armazenamento em nuvem (cloud) será commodity nos próximos anos.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Com o aumento contínuo da conexão de pessoas à internet e a evolução das máquinas será cada vez mais comum a conexão entre elas. Máquinas com máquinas serão o novo canal de comunicação. Até 2020 prevê-se 500 coisas conectadas em nossos apartamentos (Gartner). As coisas serão smart & connected: casas, carros, máquinas, ..., tudo terá sensores de conexão.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    No sec. XX a maioria da energia consumida em casa era de iluminação. Ao longo dos tempos esse consumo passou para energia de computadores e outros devices de conexão.

    A maior parte do tráfego doméstico será resultado de automação e acesso à internet.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Muitas cidades conectarão serviços diversos às estradas, carros, prédios, etc. numa lógica de geração de informação preditiva que ajude a uma melhor gestão diária. Os data-driven services gerarão conhecimento permanente sobre tudo o que faz parte do dia a dia de uma cidade.

    Estas cidades inteligentes atuarão sobre energia, logística, tráfego, segurança, etc.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Nunca existiu tanta informação disponibilizada de forma permanente e regular. A habilidade de traduzir informação em conhecimento ganha cada dia mais relevância. A automatização no tratamento de informação gerada será diferencial para decisões mais acertadas (pessoais e profissionais) em todas as indústrias e negócios.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Um mercado em transformação onde novas marcas entrarão cada vez mais (tesla, google ou apple, por exemplo) integrando automatização com carros ligados com as cidades e rodovias. Estes carros podem potencialmente ser mais seguros e mais confiáveis que os tradicionais carros dirigidos por humanos.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Além de carros a Inteligência Artificial tem um sem número de aplicações possíveis com foco na aprendizagem dinâmica e na tomada de decisões complexas. Com as soluções de IA será mais fácil e mais rápido chegar a conclusões exatas baseadas em informação tratada e articulada pelas máquinas.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Ao automatizar processos e compilar e tratar informação em tempo real as profissões meramente operacionais estarão sendo substituídas por soluções de IA, deixando aos humanos apenas funções de supervisão e maior complexidade relacional. Segundo a Oxford Martin School até 2030 47% dos empregos podem ser substituídos por soluções de IA.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    A robótica está influenciando a maioria dos trabalhos, da manufatura ao agro-negócio, do varejo aos serviços. Hoje existem 1,1 milhões de robôs trabalhando e a produção industrial depende em 80% dos robôs. Todos os negócios estarão sob a influência robótica e os serviços viverão transformações profundas devido aos Robôs.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    As moedas digitais assumirão relevância global na economia e mudarão a forma como os negócios, especialmente os bancos, atuarão.

    Cruzado com blockchain as transações financeiras serão rastreadas e monitoradas permanentemente. O PIB mundial dependerá cada vez mais das transações por bitcoin e outras moedas digitais.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    O compartilhamento é algo cada vez mais comum, deixando a posse para segundo plano. O crescimento do mundo conectado aumenta a possibilidade de se compartilhar tudo (produtos e serviços) de forma comunitária, conectando individuos e empresas.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    As oportunidades e desafios para governos são imensas com impacto na regulamentação e controlo.

    Novos mecanismos de supervisão e aplicação de taxas redefinirão o papel dos governos em todos os níveis e criarão novos impostos e taxas

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Impressão 3D (ou additive manufacturing) é o processo de criação um objeto através da impressão em layers a partir de uma imagem 3D. Diversos materiais são hoje insumo de produção e as possibilidades são infinitas na produção de quase tudo, dos produtos mais simples (móveis) aos mais complexos (órgãos de corpo humano).

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    A criação e produção de órgãos vitais em 3D requer materiais específicos, técnicos preparados e capazes de trabalhar cada situação como única, uma vez que cada corpo humano tem especificidades próprias seja de DNA seja de constituição de células e tecidos. Medicamentos em 3D e automedicação serão regra. Também a alimentação sofrerá com esta evolução uma vez que a impressão de vitaminas e alimentos ajustados a cada pessoa será fácil e estará massificada.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    A impressão 3D será tão comum como foi a impressão de papel em casa com impactos gigantes no varejo (lojas, shopping centers, ...) onde personalização e auto serviço serão regra.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    A atuação no dna das pessoas seja para melhorar características, solucionar doenças ou apenas atualizar aparência será comum. O sequenciamento genético tem caído de custo de forma radical (de 2,7 USD Bi em 2003 para 1k USD em 2017) aumentado as possibilidades a todos os níveis.

    Experimentos em animais e plantas estão já bastante avançados.

    Nota:
    Relevância:
  • Em 2025:

    Embora a maioria do investimento na neurotecnologia seja para a área médica já começam a ser desenvolvidos testes para aumento de performance intelectual. Neurotecnologia consiste em monitorar a atividade cerebral e mapear alterações de padrões para desenvolver novos interfaces com o mundo. Uma revolução profunda na humanidade está em curso.

    Nota:
    Relevância:

Cultura de Inovação

Aguarde... Estamos processando seu índice de future vision
  • A convicção é base de qualquer posicionamento. Há empresas que acreditam em inovação e há empresas que não acreditam.

    Embora o século XXI esteja sendo impiedoso com quem não inova, ainda há organizações que se apoiam em práticas que funcionaram no passado e pregam abertamente a “importância da tradição”. Já aquelas que reconhecem a importância da inovação, possuem uma forte orientação para processos, cultura e mindset inovador.

    O mindset é algo transversal a toda a empresa e seus colaboradores, independentemente de posição hierárquica ou tempo na companhia.

    Nota:
  • Para inovar é necessário olhar para o futuro e para as tendências. O futuro não é uma caixa preta e vários movimentos são claros e previsíveis. Empresas altamente inovadoras olham para o futuro constantemente e possuem agenda clara nesse sentido com objetivo de manter atualizadas as suas convicções sobre o que está em mudança e pode afetar a sua sobrevivência no mercado.

    A agenda é algo que deve ser sempre puxado pela liderança numa clara afirmação de endosso à relevância do tema.

    Nota:
  • Empresas inovadoras possuem profissionais inovadores.

    Elas conseguem, através da sua cultura e de seus processos de gestão de pessoas, atrair e reter profissionais ambiciosos, inquietos, críticos e com visão inovadora, capazes de mudar o rumo dos acontecimentos, criando, produzindo e implementando verdadeiras transformações nos negócios.

    Nota:
  • Inovação não pode ser atribuição de um departamento. Empresas altamente inovadoras possuem uma Equipe Transversal de Inovação (ETI), com pessoas de diversas áreas, que coordenam a gestão e o processo de inovação da empresa, fazendo com quem todos os níveis hierárquicos possam contribuir com ideias inovadoras.

    Nota:
  • Inovação é mais transpiração do que inspiração. Claro que precisa de gerar ideias, mas elas por si só não significam nada sem a capacidade de as implementar e transformar em algo de valor agregado para a empresa.

    É mais processo coletivo do que individual. Portanto organizações inovadoras possuem um processo claro de inovação, que gerencia com agilidade e eficiência todas as etapas de um processo que começa na geração de uma ideia e termina na implementação ou não da mesma. Para isso acontecer de forma estruturada, um processo construído por todos e por todos adotado e seguido é necessário.

    Nota:
  • Não há crescimento sem investimento. Não há inovação sem investimento.

    Empresas inovadoras dedicam parte de seus recursos (financeiros, humanos e materiais) para a inovação. Essas empresas sabem que muitas ideias irão para o lixo, mas que uma delas irá compensar todas as perdas e elevar a empresa a um outro patamar. Por isso, investem continuamente em inovação.

    Considera-se que uma empresa que queira adotar uma Cultura de Inovação deva alocar um valor mínimo de 5% a 8% do seu orçamento e do seu tempo para a inovação. Mediante a ambição inovadora maior deve ser a locação de recursos.

    Nota:
  • Um ambiente inovador é fundamental para que as pessoas se motivem, participem e ajudem a empresa a inovar. Nestas organizações, os ambientes físicos e a cultura promovem a liberdade de expressão, a criatividade e a motivação. Neles, as pessoas são mais autênticas, mais produtivas e mais estimuladas a terem pensamento crítico e colaborativo.

    Nota:
  • Por último, e não menos importante, todos os “ingredientes” acima precisam de um “Chef” para que o prato final seja ótimo. A liderança em empresas inovadoras é autêntica, forte e competente. Líderes inovadores formam equipes inovadoras, promovem a colaboração, premiam por mérito, cultivam um ambiente pautado pela eficiência e pela busca contínua da melhoria e da superação. Líderes inovadores inspiram, ensinam pelo exemplo e motivam.

    Nota:

Índice de Future Vision

The Walking Dead*

De 0 até 1,59

Sua nota:

Tem um enorme desafio pela frente, uma vez que ainda está longe de iniciar a transformação necessária à sua sobrevivência no futuro.

Teletubbies*

De 1,60 até 2,79

Sua nota:

Sabe que é preciso mudar e que o futuro é desafiador, mas ainda está na fase das intenções sobre o que fazer e o que mudar para se preparar para o futuro.

The Jetsons*

De 2,80 até 3,49

Sua nota:

Tem clara noção do futuro e já adota alguns movimentos de preparação para enfrentar a transformação, dando passos para a construção de um futuro promissor.

Transformers*

De 3,50 até 4

Sua nota:

Lidera a transformação e está preparada para o que aí vem, tendo uma posição privilegiada para enfrentar o futuro.

Fechar

Lei 9279/1996

Art. 132. O titular da marca não poderá:

I - impedir que comerciantes ou distribuidores utilizem sinais distintivos que lhes são próprios, juntamente com a marca do produto, na sua promoção e comercialização;

II - impedir que fabricantes de acessórios utilizem a marca para indicar a destinação do produto, desde que obedecidas as práticas leais de concorrência;

III - impedir a livre circulação de produto colocado no mercado interno, por si ou por outrem com seu consentimento, ressalvado o disposto nos §§ 3º e 4º do art. 68; e

IV - impedir a citação da marca em discurso, obra científica ou literária ou qualquer outra publicação, desde que sem conotação comercial e sem prejuízo para seu caráter distintivo.